O princípio da Renascença: Brunelleschi, Donatello e Masaccio

março 24, 2008 § 6 Comentários

Foi quase um século após a morte de Giotto que os novos preceitos artísticos por ele introduzidos ganharam espaço na Europa, na mão das gerações seguintes de artistas.

Filippo Brunelleschi (1377-1446) foi o primeiro arquiteto dito renascentista. Entre suas principais obras estão a cúpula da Catedral Santa Maria del Fiore e a Capela Pazzi, ambas em Florença. A primeira foi seu primeiro grande feito arquitetônico e diversas curiosidades históricas marcaram sua construção, mas o que deu fama a Brunelleschi foi a nova concepção de espaço que ele aplicou nesse projeto e nos seguintes, além de uma outra concepção de beleza adquirida por meio do estudo dos clássicos gregos e romanos e da natureza.

A nova onda humanista dizia que o indivíduo e o espaço têm tamanhos proporcionais, logo a natureza podia ser representada com exatidão quase científica. Assim fica mais fácil entender as relações de proporção e os desdobramentos que vemos no interior da Capela Pazzi. Assim, Brunelleschi introduziu o estudo perspectivo.

Esse novo método de representação, que incluía a perspectiva e o estudo dos clássicos e da natureza não tardou a impressionar seus contemporâneos. Donatello (1386-1466), escultor e amigo de Brunelleschi, se interessou pelo esquema escultórico greco-romano e aplicou a eles os conceitos humanistas: agora o homem é capaz de dominar a luz pela maneira de esculpir – “reproduzir” a luz. Além disso, a exemplo dos metres clássicos, ele passou a estudar a anatomia humana e atribuir a suas obras uma impressionante dramaticidade (ver S. Jorge, Museo Nazionale del Bargello, Florença; e O Festim de Herodes, relevo na pia batesimal da catedral de Siena).

A arte da perspectiva chegou às telas por meio do pintor Masaccio (1401-1428), que a usou para acentuar a atmosfera desejada em suas obras, especialmente a sensação de convidar o observador a sentir-se mais perto das figuras representadas. Mais ainda, é possível ver dentro do quadro o interior de uma catedral nos moldes daquela de Brunelleschi, como se o quadro fizesse um buraco na parede. Masaccio retomou a expressividade de Giotto: a luz intensificando a idéia de profundidade e o gesto relacionando as figuras entre si.

Esses três mestres florentinos sistematizaram o esquema iniciado por Giotto, influenciados pelo novo pensamento humanista e tornando-se, assim, os primeiros grandes artistas dessa nova era, quando a arte renasceu.

Fonte: A História da Arte, E.H. Gombrich. Ed. LTC.

Anúncios

Marcado:, , , , , , ,

§ 6 Respostas para O princípio da Renascença: Brunelleschi, Donatello e Masaccio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento O princípio da Renascença: Brunelleschi, Donatello e Masaccio no Arteando.

Meta

%d blogueiros gostam disto: